A mania chamada Twitter

Quem atualiza o seu blog ultimamente? Quem vai todos os dias no orkut? Quem muda o seu humor no buddy poke? Poucas pessoas, essa é a resposta. Os internautas agora descobriram outra diversão, o Twitter. E como agora eu virei internauta, isso mesmo, por mais incrível que isso pareça, agora fico muito mais tempo na frente da tela de um computador do que diante de um livro do Gabriel García Marquez. Que vida, né? Eu que nem celular tinha. Mas agora faço parte desse mundo e, consequentemente, do país mais frequentado e mais famoso desse mundo, o Twitter.

Fácil, prático, rápido. Esse novo site de relacionamento, essa espécie de microblog, tem todas essas qualidades e muito mais. Nele os internautas têm a chance de seguir seu artista favorito, sem cair no conto do fake (coisa super comum no Orkut, por exemplo). Mas não é só isso, lá as pessoas podem falar tudo, sobre todos, podem realmente se interagir com as outras pessoas e com os assuntos da atualidade.

E o pior, vicia. Você ouve as pessoas falarem sobre, não entende nada, daí faz o seu cadastro pra saber do que se trata. Cria sua conta, dá uma ajeitadinha no seu layout, procura os artistas e depois sai à caça dos amigos. No princípio escreve tudo o que tá acontecendo com você, depois se intera dos assuntos que estão na roda, depois não escreve nada, só lê. E quando você se dá conta, tá viciado. Não para de dar F5. De responder a todos.

Mas quando você percebe não dá pra parar. O vício já tomou conta, a mania twitteira já está com você. Não vou falar mais nada, tenho que voltar pra lá e saber o que tá acontecendo, tenho que saber se alguém me mandou uma direct message ou se me responderam. Não falo mais, se quiserem saber ou entender sobre o Twitter, entrem lá, façam seu cadastro e se viciem.

twitter

Anúncios

5 thoughts on “A mania chamada Twitter

  1. Vinicius Ferreira diz:

    Eu estou conseguindo sobreviver sem twitter…
    Mas é opção mesmo, como disse Talita, tem mais coisas as quais se dedicar. Há um mundo além do passarinho…

    Mas a qualidade da ferramenta é incontestável. Praticidade, popularidade, qualidade, é simples demais, e por isto tem tudo para mudar a forma de comunicação. Mas, é uma ferramenta, não a única ferramenta. Precisamos nos lembrar dos blogs, dos jornais, das notícias, alias, são elas o assunto da maioria das “tweetadas”. Links, a sônia adora, rs…

  2. thallyta diz:

    É, o meu caso também foi semelhante. Pensei. “Vou lá né, ver o que esse tal de twitter faz e se vale a pena tanto estardalhaço.”
    Agora sofro do mesmo sintoma da Abelhuda, sem tempo p/ nada na rede e de olho no twitter p/ não perder a onda de informaçãoes, se não ela passa e ai já viu, fica complicado.
    Uma vez logado no twitter as demais coisas ficam no segundo plano. É ou não verdade? Como ela disse, o que é orkut? buddy poke? e Msn então, isso existe?
    Fico mais no twitter que o msn, aliás tenho me comunicado mais com as pessoas twittando do que messengeando…
    Cheguei a conclusão que preciso me dedicar as demais coisas, blog, flick, msn, skoob, ning e notícias… e depois logar no twitter. Já que uma vez lá não há como voltar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s