Decisão idiota

A Confederação Africana de Futebol anunciou hoje que punirá a Seleção de Togo por ter desistido de disputar a Copa das Nações Africanas. Se essa decisão se manter, Togo ficará impedida de disputar as duas próximas edições da Copa Africana. Se alguém não se lembra do motivo que levou a essa decisão, eis a explicação: Togo desistiu da disputa porque foi alvo de um atentado. Terroristas angolanos fuzilaram o ônibus da seleção por cerca de meia hora. Três pessoas da delegação de Togo foram mortas nesse atentado. Por conta dessa tragédia o presidente togolês enviou um ônibus à Angola, país sede da disputa, para buscar seus jogadores. A delegação de Togo, amedrontada com o que houve, deixou o torneio.

Agora me explica: Como a vítima de um atentado pode ser considerada culpada por deixar o local onde sofreu esse atentado? Será que tem explicação? Essa decisão é arbitrária e absurda. Qualquer pessoa, país, delegação, ou seja lá quem fosse, tomaria a mesma decisão da seleção togolesa. Disputar uma competição em um país que não te oferece o mínimo de segurança? Duvido muito que qualquer um nessa situação seguiria em frente.

A Confederação Africana só mostrou desprezo à vida humana com essa decisão absurda, ridícula. Punir uma seleção que estava amedrontada, que tinha acabado de perder três profissionais, três SERES HUMANOS, e dizer que foi por causa da intervenção política? Isso foi ridículo. Além de tomar uma decisão idiota ainda enfiaram a questão política no meio da história, tentando se sair bem. Porque a justificativa dessa punição ao Togo, de acordo com a Confederação Africana de Futebol, se deveu ao fato governo togolês intervir na decisão de fazer com que os jogadores retornassem ao Togo e abandonassem a competição em Angola.

Enfim, agora Togo não poderá participar das próximas edições da Copa Africana. Tudo isso graças à grande importância que a Confederação Africana dá aos seus atletas.

Anúncios

2 thoughts on “Decisão idiota

  1. OGRAMAC diz:

    Cara Débora, sua crítica não passou despercebida. Confesso que mais li esse post para “avaliar” (se é que eu lá tenho gabarito pra isso) a sua retórica. Confesso que mais me surpreendi com a sua visão crítica do que com essas minúscias, que me pareceram ínfimas perto da sua criticidade.
    Digo com propriedade que será uma grande jornalista, mas ao mesmo tempo lamento por isso. Sim, porque os jornalistas são em sua grande maioria pessoas de alto grau de instrução, e têm uma visão crítica ímpar a respeito da sociedade, e nos auxiliam no processo de formação de opinião. Mas não há a valorização desses profissionais por parte de ninguém. Sim, quem não os valoriza é simplesmente apático. Políticos e celebridades odeiam. A grande maioria dos brasileiros não está interessada no que eles têm a dizer, simplesmente por preguiça de pensar. Preferem muito mais uma Boquinha da Garrafa ou Bonde do Tigrão a uma informação de qualidade. Querem continuar a ser manipulados pelos grandes detentores do poder, sejam políticos, empresários, et cetera.
    Mas, no fundo espero que essa nova “safra” de jornalistas porvir, assim como você, mudem essa triste realidade.
    Pretendo ler sempre os seus posts e comentar, se a opinião for bem vinda.

    • abelhafistula diz:

      Muito obrigada pelos elogios. É sempre bom saber que as pessoas realmente leem o que eu escrevo. Continue vindo no blog e, se possível, comente sempre, pois isso é o melhor desse ambiente: os comentários, a interação. Faça isso e eu prometo postar com mais frequência, rs, porque ando deixando meu blog em segundo plano ultimamente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s