Agora só faltam cinco

Estreia da Alemanha. Gol do Klose. Normal. Agora é esperar que Miro marque em todos os jogos da seleção e faça os cinco gols que faltam para se tornar o maior artilheiro da história das Copas do Mundo.

Podolski comemora o gol marcado por Klose

Anúncios

Eu torço pro Klose

Daqui a duas horas a Alemanha entra em campo e o Klose, atacante, terá a oportunidade de bater o recorde do gordo, quer dizer, do Ronaldo. O craque brasileiro marcou 15 gols no total das três edições que participou e agora pode ser ultrapassado pelo alemão. Klose já marcou 10 gols em copas do mundo, foi o artilheiro em 2006 e agora pode se igualar ou até mesmo passar Ronaldo. Mas a tarefa não é fácil.

No caminho de glória do alemão está a sua má fase durante esta temporada. Klose só marcou três gols pelo Bayern de Munique na Bundesliga e viu do banco de reservas o croata Olic ser a referência de ataque do time bávaro. E além da reserva, Klose também precisa enfrentar um brasileiro. Não o Ronaldo, pois este assistirá à Copa no conforto de sua casa, mas Cacau, brasileiro naturalizado alemão.

O atacante “recém-alemão” se naturalizou germânico no ano passado para conseguir uma vaga no time de Joachim Löw e por enquanto segue sendo uma pedra no sapato de Klose, que também não é alemão, mas sim polonês. O estilo de jogo de Cacau é mais dinâmico que o de Klose, o brasileiro oferece à seleção mais habilidade e um jogo mais rápido e técnico. Essas qualidades do brasileiro podem fazer com que Klose fique no banco, apesar do técnico alemão já ter garantido a presença de Miro entre os titulares. Löw afirmou que não se pode deixar a experiência de Klose de lado e nem tudo o que ele já fez pelo time.

Concordo com Löw e acho que Klose deve ser o titular. Ele não é o melhor atacante do mundo, não é habilidoso, ou seja, está longe de ser um craque. Mas eu gosto dele. Por que? Porque ele decide, ele não faz firula, não quer aparecer mais que os outros, se compromete muito com a seleção e quase sempre decide os jogos em favor dos alemães. Conheci o Klose em 2002, quando ele marcou dois gols na goleada de 8 a 0 contra a Arábia Saudita. Não sei o que houve, mas me simpatizei com ele e desde então torço muito para o Miro, como Klose é chamado pelos torcedores alemães. Sei que ele não é um craque, sei que não está bem, mas torço muito por ele. Sei que ele pode decidir um jogo e até mesmo a Copa. Quero muito que ele seja o titular da Alemanha e que possa ajudar o time a ir pra frente e, claro, ultrapassar a marca de Ronaldo e se tornar o maior artilheiro da história das Copas.

Klose sempre dá uma cambalhota para comemorar seus gols