Revivendo 2006

Schneider discutiu com Heinze no começo da partida em Berlim

Mais uma vez a Argentina encarou o México nas oitavas. Mais uma vez os hermanos ganharam. Mais uma vez os argentinos vão disputar as quartas de final com a Alemanha. Digo mais uma vez porque essa história já aconteceu em 2006. Há quatro anos atrás a seleção azul saiu na frente dos alemães, mas eles empataram o jogo (com o Klose, é claro). No meio de tudo isso aconteceu, claro, a catimba argentina. Os latino americanos provocaram os europeus como sempre fazem e por pouco a partida não terminou em briga. Mas o duelo aconteceu nos pênaltis.

Na época, Lehman era o goleiro titular da Alemanha no lugar do badaladíssimo Oliver Kahn, fato que causou um certo rancor em Kahn, que era considerado um dos melhores goleiros do mundo. A partida foi para a prorrogação e enfim para as penalidades e quem decidiu a parada foi Lehman com o auxílio de Kahn, que até então não tinha apresentado uma cara muito feliz do banco de reservas. O apoio do goleiro experiente deu força e fez com que o novo titular defendesse o pênalti decisivo e desse a vaga para as quartas ao time alemão.

Lehman recebeu o abraço de Kahn após classificar a Alemanha para as semis

Na última Copa os alemães pararam os hermanos e eu espero que a história se repita. Torço para que a Alemanha reviva essa parte de 2006 e despache os argentinos para Buenos Aires.

A Argentina é a sensação da Copa da África, principalmente o seu técnico. Dieguito Maradona na beira do campo é um espetáculo à parte. Mas deixando os showzinhos de Dom Diego e de Messi de lado, sou mais a força e a união alemã. Nossos vizinhos jogam demais, jogam bonito, mas torço pra Alemanha. Eles têm um time mais equilibrado e uma defesa muito melhor que aquela barreirinha fraca argentina. Não sei o que vai acontecer, não tenho a capacidade de fazer previsões. Mas espero que esse momento 2006 seja revivido na África do Sul.

Show alemão

Alemães comemoram o primeiro gol do jogo

Mais uma vitória alemã. Normal. A Inglaterra não fez nada no começo da Copa e seria difícil que ela começasse a jogar bem agora. Os germânicos começaram melhor. Klose, sempre ele, marcou mais uma vez (agora só faltam 3 pra igualar o Ronaldo). Falem o que quiser, mas Klose sempre decide, sempre faz gols em momentos importantes e… voltando ao jogo: Alemanha mereceu a vitória, mesmo com o erro da arbitragem. A bola do Lampard entrou e entrou muito, erro feio do juizão, mas….

Não interessa. O gol não foi validado, mas a Alemanha jogou muito melhor e mereceu a vitória. Os ingleses, como disse no último post, têm um time cheio de estrelas, mas elas não conseguem brilhar juntas. Rooney é um dos melhores jogadores do mundo e não conseguiu fazer nada na África do Sul. Gerrard é um excelente meia e não fez muita diferença para o time da terra da Rainha. Enfim… parece que os ingleses só jogam bem na Premier League.

E quanto aos alemães… temos que fazer um agradecimento a Boateng, jogador que atua pela seleção de Gana. Se não fosse ele a quebrar o tornozelo de Ballack, Özil não teria entrado no time, Schweinsteiger não se tornaria um volante, Müller provavelmente também não teria um lugar no time. Enfim, a ausência de Ballack foi muito positiva para os alemães. Sem o volante do Chelsea o time ficou mais rápido, mais dinâmico, mais objetivo, mais técnico e mais time. Com Michael Ballack todo mundo se sentia na obrigação de passar a bola pra ele, afinal ele era o cara, mas agora não. A Alemanha não tem um “cara”, tem vários, e todos muito bons.

Klose marcou o primeiro dos 4 gols da Alemanha. Com mais 4 ele ultrapassa o Ronaldo

Esse time jovem com o experiente Klose, que está em busca de quebrar o recorde de Ronaldo e se tornar o maior artilheiro da história das Copas, tem muitas chances de ser campeão do mundo. Uma seleção que joga em conjunto, que não favorece ninguém, nem mesmo o Klose que busca uma conquista pessoal (diferente do Brasil em 2006, que não jogou nada, mas deu o tal recorde pro Ronaldo). Essa Alemanha unida e cheia de talentos têm de tudo para ser a grande campeã na África do Sul. Agora é esperar os próximos jogos e torcer pelo impossível, ou seja, o México derrotar a Argentina de Maradona e com isso facilitar o caminho germânico rumo ao tetracampenato.

Os belos da Copa

Sempre fiz aqui as seleções mais belas do mundo. Por falta de tempo só consegui concluir os times da Espanha e Alemanha. Mas como continuo sem tempo, não vai ser possível fazer a escalação dos jogadores bonitos de todos os países, então farei os mais belos de todo o mundo. A seguir os homens mais lindos que disputarão a Copa do Mundo 2010 na África do Sul. Cada posição do time ganhou um atleta à altura, tanto em termos de futebol quanto, principalmente, em termos de beleza. Lembrando que minha listinha é apenas um aperitivo do que vamos começar a ver amanhã, no dia da estreia da Copa. A partir do dia 11 de junho vamos ver o melhor do futebol e ter a chance de ver o grande desfile dos jogadores de futebol mais lindos do planeta.

Goleiro: Júlio César – Brasil

Zagueiro: Namanja Vidic – Sérvia

Zagueiro: Fábio Cannavaro – Itália

Lateral-esquerdo: Bojan Jokic – Eslovênia

Lateral-direito: Philipp Lahm – Alemanha

Volante: Cesc Fábregas – Espanha

Volante: Steven Gerrard – Inglaterra

Meia: Kaká – Brasil

Meia: Van der Vaart – Holanda

Atacante: Gonzalo Higuaín – Argentina

Atacante: Cristiano Ronaldo – Portugal

Rooney: O herdeiro

Wayne Rooney é a grande esperança de títulos da Inglaterra e de seu clube, o Manchester United. Há alguns anos, ou até a temporada passada, Rooney não era o principal jogador de seu time e nem mesmo da seleção inglesa, mas o rumo tomado por outros dois grandes astros do futebol mudaram sua trajetória na Inglaterra. Cristiano Ronaldo, que era o grande ídolo dos Diabos Vermelhos, se transferiu para o Real Madrid no fim da temporada passada e Beckham, grande representante do time inglês e um ícone em todo mundo, se machucou jogando pelo Milan, em uma partida válida pelo Campeonato Italiano. Ronaldo saiu do clube e Beckham não tem condições físicas para participar da Copa do Mundo da África, ou seja, os olhares voltados para os dois foram transferidos para Rooney.

E o inglês não decepcionou. Pegou a responsabilidade para si e deu conta do recado. A torcida do Manchester sente a falta de Cristiano Ronaldo, mas está conseguindo viver perfeitamente sem ele, já que Rooney de certa forma ficou em seu lugar. O atacante britânico é o grande nome do time, o craque, o astro que decide as partidas e é a grande força que faz os Red Devils seguirem firmes na disputa pelo Campeonato Inglês.

O posto de rei ou de craque também lhe foi ofertado no English Team, ao ponto de Fábio Capello pedir para que os ingleses rezem pela recuperação de Rooney (que machucou o tornozelo em um jogo contra o Bayern de Munique pela Liga dos Campeões) e para que o ex-jogador da seleção, Alan Shearer, dizer que a Inglaterra só tem chances de ganhar a Copa com a presença de Rooney. Wayne hoje é fundamental tanto para o Manchester quanto para a seleção inglesa e ele não parece se sentir pressionado por isso. O inglês vem cumprindo seu papel na Premier League (é um dos artilheiros da competição) e fazendo boas atuações pela Inglaterra, que se classificou em primeiro lugar de seu grupo nas eliminatórias.

Rooney é um grande jogador e tem outras qualidades também. O atacante se mostra apaixonado pelo clube que joga e também pela sua seleção, é claro. Além de talento, Rooney tem garra, determinação, força e não se deixa vencer por pressões. O inglês parece estar preparado para ser o grande ídolo de seu país na Copa do Mundo, ou melhor, ídolo ele já é, vamos ver se ele consegue ser o cara que dará à Inglaterra o título de bicampeão do mundo, 44 anos após o primeiro feito inglês.  Boa sorte para ele.

Quem vai ganhar a Copa?

Esse é o momento em que todo mundo fala, fala, fala…. todos dão palpites. Dizem quais jogadores devem ir à África do Sul representar o Brasil, falam qual seleção é mais forte, mais fraca, qual vai ganhar e qual não vai passar da primeira fase. Também é um momento de fazer bolões. Já estou presenciando o começo de alguns.

Mas o negócio é que todo mundo fala e todo mundo acerta. Incrível. As previsões para uma Copa do Mundo nunca falham. Porque depois que ela acaba, todo mundo diz que tinha falado que seria daquele jeito: “Falei que esse time não aguentava nada”, “Eu disse que tal seleção ia ganhar” e etc.

Mas vamos lá. Eu darei o meu palpite e, no fim, não vai dar pra esconder se eu disser verdade ou mentira, afinal o arquivo permanecerá neste blog. Então: Torço muito pela Alemanha, ela é minha seleção favorita, mas eu acho que a Taça do Mundo ficará nas mãos de Brasil, Espanha ou Inglaterra. Esse é meu palpite. Agora vamos esperar até junho para ver como começa essa história e vamo aguardar que julho chegue com o novo campeão do mundo.

Dê o seu palpite também. Deixe registrado nesse blog o seu pitaco para mais essa Copa do Mundo. Quem vai ser campeão mundial em 2010?