A Copa perdeu a graça

Mertesacker e Schweinsteiger lamentam a eliminação alemã na semifinal da Copa

Não adiantou ser uma das principais seleções da Copa e um dos melhores times já formados pela Alemanha de todos os tempos. Não adiantou ter um time equilibrado, um goleiro que se destacou, um meio-campo jovem e dinâmico, o melhor lateral do momento e um ataque matador. Nada disso serviu pra levar a Alemanha à final da Copa da África.

A forte zaga não serviu pra evitar o gol de cabeça do baixinho Puyol. O peso da camisa não serviu pra empatar o jogo e levar pra prorrogação. Enfim, ser um dos melhores não basta. Os germânicos, um dos melhores, perderam para a Espanha, uma das melhores seleções do mundo. Não basta ser um dos, é preciso ser a melhor. E infelizmente, para mim, a Alemanha não foi a melhor da Copa. Agora é esperar mais quatro anos e assistir a mais uma final sem graça e sem sal, afinal sempre é meio chato ver um jogo em que você não torce pra nenhum dos dois times.

Mas de qualquer forma ficarei ao lado da Holanda, pois jamais vou torcer para um time que eliminou minha querida Alemanha. Mas… antes de começar o Mundial eu dei a minha opinião sobre quem ganharia a Copa e meu palpite foi o seguinte: Brasil, Inglaterra ou Espanha. Vou gostar se a Laranja Mecânica vencer, afinal ela já bateu na trave duas vezes, mas se a Fúria ficar com o título provará que alguma coisa eu entendo desse esporte.

Anúncios