Simplesmente São Paulo

Fiquei três dias em São Paulo e gostei muito, muito mesmo. Milhões de coisas aconteceram e vai ser difícil contar tudo aqui, por isso nem vou tentar. Vou deixar apenas alguns fragmentos do que foi falado pelas pessoas que foram (o grupo ou o timeee) ou pelos personagens que encontramos naquela paulicéia desvairada. Mais tarde deixo algumas fotos.

 

“Vou. Não. Muito pouco. A última vez foi na década de 80.”

“Rola umas discussões bacanas sobre isso.”

“Jander, pega uma água pra mim.”

“Serinho. P… C… F…”

“É muito bom, bom mesmo.”

“Cala a boca Talita.”

“Vader, abaixa o volume da TV”

“La ia la ia, la ia la ia la ia…”

“Vamo timeeeee!”

“Segue aquele táxi.”

“Você é luz, é raio e estrela e luar…”

“Esse respirador é incrível.”

“Peitinho, peitinho!!!!!”

“Vandeco, vai lá embaixo pegar os talheres.”

“Isso me lembra muito Madagascar.”

“Isso é a cara da Alana.”

“Cantinho, cantinho, cantinho!”

“Esquerda, esquerda, esquerda!”

“Curti.”

“Não curti. Dá pra sair daqui sublimando?”

“Vamo colocar um DVD? Não, não, não, não!!!!!!!!”

“Nunca pensei que ia dizer isso, mas tô me sentindo em casa na rua Augusta.”

“Não tem como se perder em São Paulo.”

“What? Repeat.”

Anúncios