Campeã do Twitter

Tô com sono, fui dormir ontem às 2h40, e adivinhem por quê? Resposta simples: Twitter. Esse negócio vicia mesmo. Ontem foi o dia mais divertido, empolgante e interessante do Twitter, pelo menos pra mim. Entrei, às 21h e como de costume conversei com meus amigos que estavam conectados no momento. Bom papo, discussões bacanas (licença pra usar isso Talita), besteiras, coisas inúteis e até aula de jornalismo tivemos (e com um professor que não é jornalista, mas foi ótimo).

Enfim, a conversa estava muito boa até que querida Natasha me informou que eu estava no 10º lugar de um ranking de brasileiros que mais twitaram na última hora. Não acreditei, ri pra caramba, mas fui conferir e vi que era verdade (se alguém quiser acompanhar esse ranking: http://blablabra.net/). A partir daí o foco se tornou atingir o topo. Porque ficar em 10º? Se temos uma competição em frente temos que tentar ganhar. Aí começou a saga, a disputa por posições, as provocações aos adversários e a ajuda importantíssima de Natasha e Zé Vinícius.

031009_repor_rolemans00

Não sei quantos tweets eu fiz naquela noite, mas posso garantir que passaram dos 100. É incrível como qualquer tipo de competição é capaz de te empolgar. Não queria ficar em terceiro pra ser um Rubinho, nem em segundo pra ser um Massa, queria o topo do Shummacher (não acredito que tô falando isso). E consegui. Aqui a prova: http://twitpic.com/geg7y.   Muitas coisas boas e úteis foram escritas, e também coisas inúteis e idiotas. Mas fizemos coisas interessantes; como zuar a Talita, discutir sobre o curso (Jornalismo, afinal queremos o diploma mesmo que não seja mais necessário), pedir pra nossa professora Sônia fazer uma conta no microblog, pensar no famigerado T.I., fazer análise dos blogs dos nossos colegas, enfim… muita coisa entrou nesses mais de 100 tweets.

Agradeço aos meus amigos insones que me ajudaram. Não sei se entro nessa competição de novo, é muito cansativo rs. O objetivo agora é divulgar a Abelha Fístula no Twitter.  Só durante a competição consegui 15 seguidores no microblog e 15 visitas neste pequeno blog aqui. É isso, essa foi uma fase que passei no twitter, entrar numa competição e vencer. Agora é buscar explorar as outras possibilidades que essa nova ferramenta está nos oferecendo. Só espero não ficar acordada até tão tarde pra ter que chegar nessas possibilidades.

Anúncios

A mania chamada Twitter

Quem atualiza o seu blog ultimamente? Quem vai todos os dias no orkut? Quem muda o seu humor no buddy poke? Poucas pessoas, essa é a resposta. Os internautas agora descobriram outra diversão, o Twitter. E como agora eu virei internauta, isso mesmo, por mais incrível que isso pareça, agora fico muito mais tempo na frente da tela de um computador do que diante de um livro do Gabriel García Marquez. Que vida, né? Eu que nem celular tinha. Mas agora faço parte desse mundo e, consequentemente, do país mais frequentado e mais famoso desse mundo, o Twitter.

Fácil, prático, rápido. Esse novo site de relacionamento, essa espécie de microblog, tem todas essas qualidades e muito mais. Nele os internautas têm a chance de seguir seu artista favorito, sem cair no conto do fake (coisa super comum no Orkut, por exemplo). Mas não é só isso, lá as pessoas podem falar tudo, sobre todos, podem realmente se interagir com as outras pessoas e com os assuntos da atualidade.

E o pior, vicia. Você ouve as pessoas falarem sobre, não entende nada, daí faz o seu cadastro pra saber do que se trata. Cria sua conta, dá uma ajeitadinha no seu layout, procura os artistas e depois sai à caça dos amigos. No princípio escreve tudo o que tá acontecendo com você, depois se intera dos assuntos que estão na roda, depois não escreve nada, só lê. E quando você se dá conta, tá viciado. Não para de dar F5. De responder a todos.

Mas quando você percebe não dá pra parar. O vício já tomou conta, a mania twitteira já está com você. Não vou falar mais nada, tenho que voltar pra lá e saber o que tá acontecendo, tenho que saber se alguém me mandou uma direct message ou se me responderam. Não falo mais, se quiserem saber ou entender sobre o Twitter, entrem lá, façam seu cadastro e se viciem.

twitter